domingo, 19 de fevereiro de 2017

ENTRADA DE FONE DE OUVIDO PODE ESTAR COM OS DIAS CONTADOS NOS SMARTPHONES

ENTRADA DE FONE DE OUVIDO PODE ESTAR COM OS DIAS CONTADOS NOS SMARTPHONES

Entrada P2
A Motorola e a Apple foram as primeiras. Ao que tudo indica, ainda que (por enquanto) seja só especulação, a Samsung deve ser a próxima. Será mesmo o fim da boa e velha entrada P2? Aquela tradicional que estamos acostumados a conectar o fone de ouvido? Quando a Apple anunciou que o iPhone 7 viria sem a entrada, muita gente torceu o nariz – todo mundo só viu o lado ruim dessa ideia: afinal, e os nossos queridos, adorados e às vezes bem caros fones de ouvido? Segundo: mais um adaptador?... Ninguém merece.
No novo iPhone, a única entrada disponível é a porta “Lightining”; já o novo Moto Z – que também não tem entrada exclusiva para fones de ouvido – substituiu a saída P2 pelo novo padrão USB Tipo C. Apesar da reclamação quase generalizada, a gente conversou com um professor que acredita que a gente não está perdendo muito com essa nova tendência (se assim podemos chamar).
Apple e Motorola oferecem na caixa dos novos aparelhos um adaptador para transformar a saída disponível em uma entrada tradicional de 3,5 milímetros para fones de ouvido. A solução está longe de ser perfeita. Para esses casos, a melhor alternativa talvez seja recorrer ao bom e velho fone Bluetooth.
A questão principal é que nenhuma das empresas deixou claro o motivo da decisão de matar a saída P2 ou sequer explicou os ganhos técnicos de acabar com a entrada para fones de ouvidos. A gente até sabe que a tecnologia avança muito rápido e formatos antigos não necessariamente se adaptam ao novo mundo. Agora, remover um conector extremamente tradicional e ainda amplamente usado por todo mundo que tem um celular, é preciso explicar qual é a vantagem, certo? Um celular mais fino? Espaço para novos componentes?
No caso do iPhone 7, um vídeo recente que mostra a desmontagem do aparelho deixou claro que o lugar da entrada de fones não foi usado para muita coisa. O desmanche revelou que o espaço foi ocupado por um pedaço de plástico que a Apple indica ser uma saída barométrica, que permite usar o barômetro do dispositivo, dedicado a medir altitude pela pressão do ar. A Apple também diz que a saída da porta não foi usada diretamente para um outro componente, mas o espaço foi aproveitado para ganhar mais espaço para todas as peças, incluindo uma bateria maior, mais facilidade em tornar o aparelho à prova d’água, alto-falantes na parte superior do dispositivo, antena e por aí vai...
Outra sugestão é que, eliminando uma entrada analógica, seria possível haver um ganho na qualidade de áudio. Será? Bom, ninguém ainda falou oficialmente sobre isso, mas acredita-se que sim...pode ser um bom argumento.
E você, hein, o que acha dessa história? Aceitaria aposentar seus tradicionais fones de ouvido? Está contente com os fones Bluetooth? E a questão dos adaptadores, agrada? Vamos abrir a discussão e ver o que a maioria acha. Apple e Motorola deram um tiro no pé ou saíram na frente e anteciparam mais uma tendência no mundo dos smartphones. Deixe seu comentário...participe!