segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Governo dos EUA fez pedidos mais secretos dos dados dos usuários


O Facebook disse na segunda-feira que o governo dos EUA está fazendo pedidos mais secretos de dados sobre mais usuários do que nunca. O governo efetuou 32.716 solicitações de dados da empresa no primeiro semestre de 2017, com 57% desses pedidos com demandas de confidencialidade, informou a empresa no seu relatório de transparência semestral.

Esses pedidos solicitaram dados em 52.280 usuários, e a empresa forneceu esses dados 85 por cento do tempo. O número de pedidos aumentou 25,7% dos 26.014 feitos nos últimos seis meses de 2016, disse o Facebook. Esses pedidos abrangiam 41.492 usuários, e o Facebook produziu dados em 83,4% deles.

"57% dos pedidos de dados que recebemos da aplicação da lei nos EUA continham uma ordem de não divulgação que nos proibiu de notificar o usuário, acima de 50% em nosso último relatório", disse a empresa em uma publicação no Facebook anunciando o relatório.

O relatório também continha cópias redatadas de cinco pedidos de dados dos EUA que a empresa não estava autorizada a divulgar anteriormente devido a preocupações de segurança nacional. Estas cartas de segurança nacional foram recebidas dos escritórios do FBI em Michigan, Califórnia, Virgínia e Flórida entre 2012 e 2015.

A empresa também disse que recebeu 352.889 reclamações de direitos autorais e marcas comerciais durante o primeiro semestre deste ano em relação ao conteúdo no Facebook e Instagram.