quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

A Intel começa a emitir patches para Meltdown, vulnerabilidades de Specter


    A Intel na quinta-feira começou a enviar manchas para as vulnerabilidades Meltdown e Specter ligadas aos seus processadores.
   Em um comunicado de imprensa, o gigante técnico baseado em Santa Clara disse que "desenvolveu e está emitindo rapidamente atualizações para todos os tipos de sistemas informáticos baseados em Intel - incluindo computadores pessoais e servidores - que tornam esses sistemas imunes a ambas as façanhas relatadas por Google Project Zero ".
     As duas vulnerabilidades críticas de chips datam de mais de duas décadas e foram descobertas para permitir que um invasor roubasse dados da memória de aplicativos em execução, como dados de gerenciadores de senhas, navegadores, e-mails e fotos e documentos. Os pesquisadores que descobriram as vulnerabilidades disseram que "quase todos os sistemas", desde 1995, incluindo computadores e telefones, são afetados pelo bug.
     A Intel diz que já emitiu atualizações para a maioria dos seus produtos processadores lançados nos últimos cinco anos. No final da próxima semana, a empresa espera atualizações de 90% dos últimos cinco anos de processadores.
     Além disso, a Intel disse que "muitos fornecedores de sistemas operacionais, provedores públicos de serviços na nuvem, fabricantes de dispositivos e outros indicaram que já atualizaram seus produtos e serviços". Ainda não está claro quando a Intel terá parches prontos para processadores com mais de cinco anos de idade.
     A Intel afirma que não há explorações conhecidas para as vulnerabilidades, mas incentiva os usuários de computadores em todo o mundo a ativar atualizações automáticas de seus sistemas operacionais e outros softwares informáticos para manter seus sistemas atualizados.