sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Fortnite Android tá sendo um sucesso



   A desenvolvedora da Fortnite, Epic Games, compartilhou alguns insights sobre o que aprendeu até agora com o lançamento limitado do jogo no Android.

   Ao trazer o Fortnite para o Android, a Epic apostou que o maior fenômeno de videogame do mundo poderia ter sucesso sem depender da vitrine centralizada do Google Play. O beta Android do Fortnite, que inicialmente foi lançado como um exclusivo da Samsung , foi posteriormente disponibilizado para outros aparelhos.

Veja Também

   Antes do lançamento, 23 milhões de jogadores se inscreveram para a versão beta no Android e 15 milhões instalaram o APK.

   Em termos contextuais, a versão para iOS do jogo teve cerca de 11 milhões de instalações em seu primeiro mês, segundo análise Sensor Tower, embora as duas primeiras semanas desse período tenham sido um "beta fechado" mais limitado. A versão iOS do Fortnite levou cerca de três meses para chegar a 100 milhões de downloads, segundo a empresa de análise Apptopia.


   Como esperado, o Android representou um desafio muito maior para a Epic em comparação com o iOS. O número de aparelhos com diferentes especificações e potência, para não mencionar as diferentes versões do Android atualmente em uso, tornou impossível suportar tudo. Há também o fato de que, apesar de serem baseados no mesmo hardware, os telefones de diferentes fabricantes têm um desempenho diferente, graças em grande parte à variação nas versões dos drivers e às considerações de energia.

   “A Fortnite opera de forma aceitável em telefones de dois anos, bem em telefones de um ano de idade e excelente em telefones lançados este ano. Nesse ritmo, imaginem como será a Fortnite em celulares lançados no ano que vem ”, explicou Epic.

   Quanto às preocupações de segurança, algo que a Epic aprendeu em primeira mão quando o Google revelou uma vulnerabilidade de segurança, a desenvolvedora disse que está trabalhando para fechar sites criados para instalar malwares e fraudadores. Epic já tomou medidas contra 47 desses sites, e observou que muitos deles são executados pelos mesmos proprietários.